Editora Werlang
Biografia de Emilio Arthur Berger
Mensagem

O apóstolo Paulo escreve à comunidade de Corinto: Foi em fraqueza, temor e grande tremor que eu estive entre vós. A minha palavra e minha pregação não consistiram em linguagem persuasiva de sabedoria, mas em demonstração do Espírito de poder.

1 Coríntios 2.3-4
Biografia de Emilio Arthur Berger
Ms William Werlang (neto de E. A. Berger)
Fotografias do Arquivo Particular Emilio Arthur Berger
    Emilio Arthur Berger, nasceu em Agudo, Estado do Rio Grande do Sul, no dia 13 de abril de 1904 e faleceu em 25 de março de 1966. Era o filho caçula do casal Emilio Augusto Roberto Berger e Amálie Emílie Röpke.

    Casou-se com Clara Klüsener Berger , filha de Carlos Klüsener e Bertha Streck. A exemplo de seu pai, recebeu o nome do avô Emilio Gustavo Luiz Berger (Louis), militar, natural de Schweidnitz, na Silésia.

    Emilio e Clara Berger, tiveram os seguintes filhos: Derli Berger, Aldo Luiz Germano Berger, Tila Iria Berger Werlang e Elemar Berger.

     Emilio Arthur Berger foi batizado pelo Pastor Gustav Schreiner no dia 7 de agosto de 1904 na Igreja Evangélica de Agudo na presença dos padrinhos: Johann Klüsener, Franz Streck, Albertina Müller e Bertha Stahl.  
Emilio Arthur Berger e Clara Klüsener
Residência de Emilio Arthur Berger
Emilio, Clara e o filho Derli Berger
Berger & Filhos, Agudo em 1950.
Berger & Filhos, em um dia de movimento.
Cronologia
13/04/1904: Nascimento de Emílio Arthur Berger, em Agudo-RS.
07/08/1904: Batizado na Igreja Evangélica de Agudo.
05/09/1928: Casamento na residência de Jacob Germano Hentschke com Clara Klüsener Berger, nascida no dia 2 de dezembro de 1909, Filha de Carlos Augusto Eduardo Klüsener e Bertha Hulda Streck.
15/01/1949: Primeira eleição como Vice-Presidente da Comunidade Evangélica de Agudo. Evaldo Bender era o Presidente.
21/01/1950: Reeleitos Evaldo Bender e Emilio Berger.
20/01/1951: Theophil Gehrke e Emilio Berger foram eleitos Presidende e vice da Comunidade Evangélica de Agudo.
24/01/1954: Theophil Gehrke e Emilio Berger foram reeleitos Presidende e vice da Comunidade Evangélica de Agudo.
29/01/1955: Theophil Gehrke e Emilio Berger foram reeleitos Presidende e vice da Comunidade Evangélica de Agudo.
21/01/1956
: Emilio Arthur Berger foi eleito pela última vez Vice-Presidente da Comunidade Evangélica de Agudo (RS). Este último mandato expirou em 24/01/1957. Havia sido diversas vezes reeleito desde 1949. O velho amigo Theophil Gehrke havia sido eleito Presidente.
15/05/1957: Emilio Arthur Berger assina a Ata de Constituição da Comissão de Emancipação de Agudo e Nova Boêmia, cerimônia realizado no no Bar Avenida.
16-17/11/1957: Festejos do Centenário da Colônia Santo Ângelo-Agudo. "A festa estava muito bem organizada e se desenvolveu sob a direção de Willy Roos, Aldo Luiz Germano Berger, Emílio Arthur Berger e do então Presidente da Comunidade, o Senhor Hildor Kegler, sob a ajuda da Ordem Auxiliadora das Senhoras e da Juventude Evangélica."
(Brauer, p. 48).
30/05/1962: Encerramento das atividades da Empresa Berger & Filhos, em Agudo-RS.
25/03/1966: Falecimento em Santa Maria, no Hospital de Caridade, de Câncer no Pâncreas. Foi sepultado no Cemitério Evangélico de Agudo e foi um dos maiores da história do município, com acompanhamento de centenas de pessoas. O seu amigo pessoal, o Pastor Richard Rudolf Brauer foi quem celebrou a cerimônia de sepultamento.
O caçula Emilio Arthur Berger no colo da mãe Emilie Röpke Berger, acompanhado do pai Emilio Augusto Roberto e os irmãos, reunidos na casa paterna situada na Várzea do Agudo (1906).
Clara Klüsener e Emilio Arthur Berger no interior de sua residência
Clara Klüsener e Emilio Arthur Berger no jardim da residência em Agudo.
Berger & Filhos. Década de 1950.
No dia 29 de setembro de 1955 ocorreu a recepção do Pastor Richard Rudolf Brauer e família quando da chegada de sua viagem da Alemanha. Pode-se observar Klara Brauer e as suas duas filhas, o comerciante e então vice-presidente Emílio Arthur Berger e outros membros da Diretoria da Comunidade Evangélica de Agudo e as Sras da Diretoria da Oase. O Presidente da Comunidade Evangélica, Sr. Teófilo Gehrke recepciona e cumprimenta o Pastor Brauer.
Lei Municipal número 1.513/2003

Denomina Rua Emílio Arthur Berger via pública urbana no município de Agudo

Lauro Reinoldo Reetz, Prefeito Municipal de Agudo, faço saber, que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei:

Artigo Primeiro: Passa a ser denominada Rua Emílio Berger, via pública urbana da cidade de Agudo.

Parágrafo único - A via pública de que trata o caput deste artigo consiste na rua denominada F3, que se estende até a Rua Augusto Eisen, ladeada pelas quadras E16C, F16C, C20C, E16D, F16D e C20D, descrita no Anexo Ùnico, que passa a fazer parte da presente Lei.

Artigo Segundo - Na Placa de denominação deverá constar - "Rua Emílio Arthur Berger - Comerciante e líder comuninário. Lei Municipal."

Artigo Terceiro: Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Gabinete do Prefeito Municipal, aos 09 de setembro de 2003.

Lauro Reinodo Reetz
Prefeito Municipal
    No dia 13 de abril de 1922 completou 18 anos de idade, data esta que marca a sua saída da propriedade paterna, quando foi trabalhar como empregado. Seu pai lhe deu um cavalo e também lhe desejou felicidades (fato idêntico aconteceu com os demais irmãos). Seu pai faleceu poucos dias depois deste fato, em 28 de abril de 1922.

    No dia 5 de setembro de 1928, ocorreu o casamento de Emilio Berger e Clara Klüsener na antiga residência da família Hentschke em Agudo. Nesta data a chuva foi tão intensa, que os padrinhos não puderam atravessar o arroio Hermes (caso de Carlos Berger e esposa), pois a ponte da vila foi levada pela enchente. As fotografias do casamento foram tiradas dias depois.

    Depois de muitos anos de trabalho no comércio de Luiz Losekann, montou uma Casa Comercial na Várzea do Agudo. Posteriormente se transferiu para a então Vila de Agudo, onde adquiriu a Casa Comercial de Marcílio Rohde e que havia anteriormente pertencido ao seu irmão Carlos Berger (este estabelecimento havia sido fundado em 1869 por Frederico Treptow).
   
    A firma Berger & Filhos se dedicou à compra e venda de arroz e ao comércio varejista em Agudo (RS). Em meados da década de 1950 a empresa acumulava uma imensa fortuna e patrimônio, com o comércio de arroz e o comércio em geral. Por volta de 1955, os filhos entraram na sociedade e os jovens pretendiam ampliar e aumentar o comércio. Por iniciativa do filho mais velho Aldo Luiz Germano Berger, a empresa iniciou um projeto de aquisição, transporte, armazenamento de arroz da região das várzeas do rio Jacuí e exportá-los em larga escala.

    Para isso a empresa passou a adquirir adiantado grande parte produção de arroz da região colonial e a estocarem em depósitos alugados em Porto Alegre. Foram investidos imensas somas para a compra, estocagem e transporte da produção de arroz. Ao que consta, naquele ano o preço internacional do arroz despencou drasticamente e houveram problemas no clima e na estocagem do cereal. Infelizmente os jovens da família não ouviram a voz sabia e experiente do pai, que não desejava esta aventura financeira. A iniciativa foi um desastre para a empresa e a encaminhou para a falência.

    Apesar dos problemas financeiros, em 1958 a firma colaborou na emancipação do município de Agudo (RS). Em 16 de fevereiro de 1959, o município alcançou sua autonomia administrativa. No dia 30 de maio 1962 a empresa Berger & Filhos paralisou as suas atividades comerciais. Entretanto, somente em 1979 foi dada oficialmente baixa da empresa, quando os herdeiros venderam o antigo prédio da firma. Foi membro da Legião Evangélica e membro em diversas ocasiões da Diretoria da Comunidade Evangélica de Agudo.
[Quem Somos]  [Blog]  [Twitter]  [CEW]  [Linhagens]  [Cont]  [Links]
In Hoc Signo Vinces!
contador de visitas
A Rua Rolf Pachaly na década de 1950.
www.editorawerlang.com.br
www.coloniasantoangelo.com.br
Empresas:
Emilio A. Berger - Várzea do Agudo
E. A. Berger & Cia Ltda de Agudo - RS
Berger & Filhos de Agudo - RS
Fernando Jacob Werlang (1889-1947)
F. Werlang & Cia - Santa Cruz do Sul - RS  
Fundadores Honorários:
Copyright © 2000-2016 by Editora Werlang - CNPJ: 04-096.900/0001-35 - Caixa Postal 42 - Agudo - RS - 55-3265-2017
Desde 20/07/2000 - Reg. J.C. 25/11/2004 - editorawerlang.com.br - www.coloniasantoangelo.com.br